Rodopios de figuras nas variações

improvisadas, balançadas ao passo,

orquestradas pelo melódico gesto,

de uma concertina, que... acompanhada

traça um movimento.

Algures no firmamento brilham estrelas

longínquas, que sem saber, participam

no festim hipnotizante de traços

de figuras.

Danças transformadas em cores.

 

 

castanh nholas

aguarela

 

de alto e bom som

a trovoada de madeira

abafa o ar

e grava marcas

poderosas a dançar.

 

 

cam painhas

aguarela

 

toam como Reis

marcam a ordem certa

e regular.

outras vezes disperçam

a lua e seres sem par.

 

 

flau ta

aguarela

 

entre o chilrear

de uma primavera

matinal,

entrelaçado com

a serpente corporal.

 

 

acor deão

aguarela

 

entre o vaivem

de expressões sonoras,

mais encanta

a forma suave e

solta da sua manta.

 

 

regadinho

lápis de cor

 

eu tanto quiz,

a felecidade,

dançar contigo;

que cedo do meu braço

encontraste outro amigo.

 

 

repasseado

lápis de cor

 

um dois três;

saltemos os quatro para

alternar entre

o par e contra-par;

olhando os olhos de frente.

 

 

drumul dracului

lápis de cor

 

diabos à solta, fogo

sai dos pés que pisam,

um passo caminham,

em transe tolo,

afastan ou chamam.

 

 

chapelloise

lápis de cor

 

foi após o breve

passeio e após trocas

entre nós,

que desapareceste

como mágicos pós.

 

 

schottisch

lápis de cor

 

queres brincar comigo?

dançar, rir, balançar

com a Lua?

que te prometo

que será tua.

 

 

gaita-de-foles

aguarela

 

rasgam-se os céus

no sopro ancestral;

que mesmo assim,

tece doces fios

do início até ao fim.

 

TromPeTa

aguarela

 

rasga a paisagem

forte e belo e

deixa saudade

no rasto da cauda

que deixa com bondade.

 

 

contrabaixo

aguarela

 

baixas as ondas deste

mar, que vibra o mel

derramado;

solta profundezas,

abre o que era fechado.

 

 

pin ano

aguarela

 

Chopin terá dito

como a alma namora

lentamente.

assim nasce o mito

de quem sente.

 

 

rodar

lápis de cor

 

da elegante maneira,

como a tua mão

rodopia;

dentro do meu sorriso,

que em ti confia.

 

 

círculo circassiano

lápis de cor

 

o círculo de todos aperta,

abre, floresce, saluda;

e assim,

abraço-te num passeio

junto, perto de mim.

 

 

pedir

lápis de cor

 

peço que me deixes convencer-te

em voar comigo;

escrevendo

sonhos na ponta dos dedos;

a magia da dança sendo.

 

 

valsa em 3 tempos

lápis de cor

 

sobre asas percorre

o par em três tempos.

rodando os astros

na via celeste aonde

os encantos são bastos.

 

 

bourré em 2 tempos

lápis de cor

 

um jogo de sedução;

talvez seja apenas

uma conversa

entre dois corpos

cheios de alegria imersa.

 

 

gavotte d’aven

lápis de cor

 

será uma marcha?

ou um vôo de seres

e cantos

em sintonia

com os santos?

 

 

mazurka

lápis de cor

 

um toque pode

embebedar qualquer

sentimento;

balançado entre

um breve momento.

 

 

el saxo mel

aguarela

 

treme o chão debaixo

dos teus pés.

derretes-te;

e voas alto,

acimo do piso terrestre.